Gosto de imaginar que ilhas significam-se ― fazem-se dizer por signos ― mediante barcos que se aventuram nas águas que as separam, mas também as unem: as águas podem ser oceânicas ou simples veredas, salgadas ou doces, profundas, turbulentas e mais difíceis de navegar, ou arroios cristalinos que escorrem transparentes entre pedras e vegetação de grande frescor. Os barcos, as palavras. E tudo o mais que diz respeito à palavra afeto, no sentido de afetar, atravessar. Escrever e ler são pontas de ilhas que se fazem significar ― os trajetos dependem dos barcos, das ilhas, das águas que as separam. Este blog não pretende nada, exceto lançar barcos que eventualmente alcancem outras ilhas. Barquinhos de papel.


domingo, 27 de fevereiro de 2011

The Band - The Weight


The Band é o nome da banda que acompanhou Bob Dylan na segunda metade da década de 60. Não sabia que eles tinham composições próprias. Esta canção, permeada de sugestões místicas (Who sent me here with her regards for everyone?) consta na 41ª posição no ranking da Rolling Stone. Diz a revista: "A The Band era conhecida como a a banda de turnê de Bob Dylan quando se retirou para uma casa rosa em Woodstock, Nova York, para gravar seu álbum de estreia, Music from Big Pink. O LP era centrado em 'The Weight', uma excêntrica fábula de dívida e dever, conduzida pelo indelével refrão ('Take a load off, Fanny...'). Robertson disse que se inspirou depois de assistir aos filmes do diretor Luis Buñuel sobre a 'impossibilidade da santidade', mas personagens como Crazy Chester (que tenta se livrar de seu cachorro dando-o ao narrador) poderiam ter saído de uma velha canção folk. Quanto ao verso de ar bíblico 'pulled into Nazareth' [...], se refere a Nazareth, Pensilvânia, lar da fábrica de Martin Guitar." (Rolling Stone, edição especial de colecionador, 2010, p.38). Curiosa a insistência da revista em impingir uma interpretação. Neste vídeo, a versão original da canção serve de trilha ao filme Easy Rider, um road movie de 1969. Imagens e percurso de encher os olhos, som cuja leveza contraria o título da canção.

Nenhum comentário: